Instituto IDEIA - Mestrados e Doutorados no Mercosul

MESTRADOS • DOUTORADOS • PÓS-DOUTORADOS NO MERCOSUL

       Aulas presenciais em janeiro e julho       


CENTRAL DO ALUNO  -   CPF:       Senha:             Esqueci a senha    |    1º acesso
  

Doutorado na Área de Administração - Ementas

OBS.: Serão oferecidas tantas disciplinas quantas sejam necessárias para o cumprimento da carga horária presencial obrigatória, não contemplando, necessariamente, todo o elenco abaixo.

DOUTORADO NA ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO

ASPECTOS ÉTICOS, SOCIAIS E POLÍTICOS DA EDUCAÇÃO

CONTEÚDO MÍNIMO:

Estudo epistemológico da educação; Ética e educação; conceitos e dimensões sócio-políticos na estrutura de ambientes escolares; princípios e práticas pedagógicas no processo de organização de Instituições e espaços sócio-educativos.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

ABBAGNANO, N. e VISALBERGUI, A. História da pedagogia. Volume I. Lisboa: Livros Horizontes, 1981.
ALBERONI, F. Valores: o bem, o mal, a natureza, a cultura, a vida. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.
GENTILI, P. A pedagogia da exclusão. Petrópolis: Vozes, 1997.
HOBSBAWM, E. O novo século. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
SILVA, T. T. da (org.). Trabalho, educação e prática social. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991

 

PENSAMENTO CRÍTICO E PESQUISA CIENTÍFICA

EMENTA:
O conhecimento científico – conceito e características. Breve história da ciência. O pensamento científico face às mudanças de paradigmas na sociedade pós-moderna. Ética na pesquisa.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BERTICELLI, Ireno Antonio. Epistemologia e educação- da complexidade, auto-organização e caos. SP: Argos, 2006
GHIRALDELLI, Paulo. Filosofía da Educação. São Paulo: Manole, 2003
SAVIANI, Demerval. Escola e Democracia. 35a ed. São Paulo: Cortez,1997
VASCONCELLOS, Maria José Esteves. Pensamento Sistêmico – o novo paradigma da ciência. Campinas: Papirus, 2002

 

SEMINÁRIO DE PESQUISA I

EMENTA:
Atividade acadêmica entre cada aluno e seu respectivo tutor com vistas a elaboração da dissertação ou tese.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2008.
HERNÁDEZ, Sampieri; R. FERNÁNDEZ, Collado; BAPTISTA, Carlos Lucio Pilar. Metodología de la Investigación. México, DF: McGraw-Hill. Interamericana Editores, 2003.
___________________. Metodologia de pesquisa. México: McGraw-Hill, 2006.
MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e
trabalhos científicos. São Paulo: Atlas, 2001.
SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo: Editora Cortez, 2007.

 

SEMINÁRIO DE PESQUISA II

EMENTA:

Atividade acadêmica entre cada aluno e seu respectivo tutor com vistas a elaboração da dissertação ou tese.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2008.
HERNÁDEZ, Sampieri; R. FERNÁNDEZ, Collado; BAPTISTA, Carlos Lucio Pilar. Metodología de la Investigación. México, DF: McGraw-Hill. Interamericana Editores, 2003.
___________________. Metodologia de pesquisa. México: McGraw-Hill, 2006.
MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e
trabalhos científicos. São Paulo: Atlas, 2001.
SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo: Editora Cortez, 2007.

 

TEORIA DOS MODELOS ORGANIZACIONAIS

EMENTA:
Tipologia de organizações. Configurações organizacionais. Organizações em rede, aquisições, fusões e alianças estratégicas. Organizações voluntárias e as diversas dimensões de análise de uma organização: ambiente, estrutura e cultura organizacional. Novos modelos organizacionais e sua relação com a burocracia, o gerenciamento e a legibilidade. Principais modelos de diagnóstico organizacional; métodos e técnicas para a formulação do diagnóstico; tipos e níveis de mudança organizacional e a gestão de processos da mudança organizacional.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BLAU, P.; SCOTT, R. Organizações formais: Uma abordagem comparativa. São Paulo: Atlas, 1977.
CURY, A.Organização e Métodos: uma perspectiva comportamental . São Paulo: Atlas, 2001.
FLEURY,M.T.L.;FISCHER,R. M.Cultura e poder nas organizações. São Paulo: Atlas, 1989.
HALL,H. Organizações: estrutura e processos. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil, 2000.
MOTTA,F.C.P.Teoria das Organizações: evolução e crítica. São Paulo: Pioneira, 1986.

 

ANÁLISE E TRANSFORMAÇÃO NAS ORGANIZACÕES

EMENTA:
As teorias e práticas de potencialização do fator humano nas organizações, o ambiente externo e a cultura organizacional. Áreas de eficiência dos grupos de influência, sistemas de trabalho e de remuneração e as áreas de eficácia: competência, custo, compromisso e conflito. Análise,  desenho,  dimensionamento e implantação de estruturas organizacionais competitivas; as alternativas estruturais: terceirização, parcerias, automação, informatização. Os impactos das opções estruturais em termos de equilíbrio, capacidade de renovação, produtividade, flexibilidade, estabilidade e extensão do ciclo de vida organizacional.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

ABRAHMSON, E. Mudança organizacional: uma abordagem criativa, moderna e Inovadora. São Paulo: Makron Books, 2006.
ALBRECHT, K. Radar Corporativo: Como entender os cenários que estarão regendo o futuro de seus negócios. São Paulo: Makron Books, 2000.
CHANLAT, J. F. O indivíduo na organização - dimensões esquecidas. São Paulo: Atlas, 1992.
DRUCKER, P. Desafios gerenciais para o século XXI. São Paulo: Pioneira, 1999.
MOTTA, P.R., Transformação Organizacional, Rio de Janeiro: Qualitymark, 1997.
PRESTES M.F.C.; BRESSER P.L.C. Introdução à organização burocrática. São Paulo: Brasiliense., 1986.

 
INOVAÇÃO E TECNOLÓGICA NAS ORGANIZAÇÕES
EMENTA:
Conceito e processo de inovação. Atributos da organização inovadora. Valor de serviço, organização e gestão para aproveitar e criar oportunidades. Aspectos gerais da gestão da inovação. Outsourcing e terceirização de p&d. Desenho da estrutura organizacional. Conceitos de evento e comunicação para organizar e coordenar o trabalho. Grupos abertos, redes, equipes de projeto. Gestão do conhecimento e indicadores de gestão da inovação.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

KIM, L., Da imitação à inovação: a dinâmica do aprendizado tecnológico da Coréia. Campinas: Editora UNICAMP, 2006
KRUGLIANSKAS, I.; TERRA, J.C.C., Gestão do conhecimento em pequenas e médias empresas. Rio de Janeiro: Campus, 2003.
MOREWY, D.C.; ROSENBERG, N., Trajetórias da inovação: a mudança tecnológica nos Estados Unidos da América no século XX. Campinas: Editora UNICAMP, 2006
NEGRI, J.A.; SALERNO, M.S., Inovação, padrões tecnológicos e desempenho das firmas industriais brasileiras. São Paulo: IPEA, 2005
NELSON, R.R.; KIM, L., Tecnologia, aprendizado e inovação: as experiências das economias de industrialização recente. Campinas: Editora UNICAMP, 2006
PELAEZ, V.; SZMRECSÁNYI, T., Economias da inovação tecnológica. Campinas: Editora UNICAMP, 2006

 
PRODUTIVIDADE E QUALIDADE
EMENTA:
Conceitos de produção (de bens ou serviços) e produtividade. Abordagem sistêmica para o planejamento e gestão da produtividade. Os recursos das empresas. Indicadores de produtividade. Produtividade e o planejamento estratégico da empresa. Fatores críticos de sucesso e vantagem competitiva. Melhoria e inovação de processos. Diagnóstico de problemas de produtividade. Análise de impactos de decisões sobre a produtividade. Métodos e ferramentas para melhoria da produtividade. Conceituação e gestão da qualidade. Evolução histórica da qualidade. Impacto da filosofia da qualidade na produção. Normas da qualidade.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

FINE, C.H., Mercados em evolução contínua: conquistando vantagem competitiva num mundo em constante mutação. Rio de Janeiro: Campus, 1999
GARVIN, D. A. - Gerenciando a qualidade. Ed. Makron Books, 1999.
HARTLEY, J., Engenharia simultânea: um método para reduzir prazos, melhorar a qualidade e reduzir custos. Porto Alegre: Bookman, 2003
SHARMA, A., MOODY, P.E., A máquina perfeita: como vencer na nova economia produzindo com menos recurso. São Paulo: Pearson & Prentice - Hall, 2003
SHINGO, S., O sistema Toyota de produção. Porto Alegre: Bookman, 1996
SLACK, N. Vantagem competitiva em manufatura: atingindo competitividade nas operações industriais, São Paulo: Atlas, 1993.

 

ORGANIZAÇÕES E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

EMENTA:

Análise de modelos de organizações voltados para o desenvolvimento sustentável, englobando as suas principais dimensões: ambiental, econômica e social. A ênfase é dada às recomendações normativas de organismos internacionais às empresas, abarcando estratégias empresariais, modelo de organização sustentável, indicadores de sustentabilidade social, ambiental e econômico, incluindo os principais relatórios de sustentabilidade.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BARBIERE, José Carlos; SIMANTOB, Moysés Alberto. Organizações inovadoras sustentáveis. São Paulo: Atlas, 2007
BELLEN, Hans Michael van. Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa. São Paulo: FGV, 2006
RODRIGUES, M.V.R. Gestão de empresas sustentáveis. Rio de Janeiro: Campus, 2005
SACHS, Ignacy. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2002
SCHMIDHEINY, Stephan. Mudando o rumo:uma perspectiva empresarial global sobre desenvolvimento e meio ambiente. Rio de Janeiro: FGV, 1992

 
GESTÃO E ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS
EMENTA:
Organizações, Instituições e Constituições. A política pública como processo social. Governança. Os desafios da gestão atual.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BRESSER PEREIRA, L. C.; SPINK, P. K. (org). A reforma do Estado e a administração pública gerencial. Rio de Janeiro: FGV, 1999
CASTEL, R.; WANDERLEY, L. E. Desigualdade e a questão social. São Paulo: Educ, 1997
GUEDES, M.; FONSECA, F. (orgs).Controle social da administração pública: cenário, avanços e dilemas no Brasil. São Paulo: UNESP, 200
CARVALHO, Murilo. Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

 
POLÍTICAS PÚBLICAS
EMENTA:
O campo de estudos de políticas públicas e a Administração Pública. Perspectivas de análise do Estado e das políticas públicas. Formação da agenda. Formulação de políticas públicas: condicionantes, instituições e atores.O processo de implementação.Disseminação e difusão de políticas públicas. Avaliação de políticas públicas.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

ARRETCHE, Marta T.S. Estado federativo, políticas sociais: determinantes da descentralização. Rio de Janeiro: Revan; São Paulo; Fapesp, 2003.
FARIA, C.A.P. Idéias, conhecimento e políticas públicas: um inventário sucinto das principais vertentes analíticas recentes. In: RBCS, v.18, n.51, p.21-29, fev 2003.
GONÇALVES, Maria Flora; BRANDÃO, Carlos Antônio; GALVÃO, Antônio Carlos. (Org.). Regiões e cidades, cidades nas regiões. O desafio urbano-regional. São Paulo:Unesp, 2003.
HABERMAS, Juergen. A crise do Estado do Bem-Estar e o esgotamento das energias utópicas. Novos Estudos CEBRAP. N. 18, set./1987.
O´CONNOR, James. A crise do Estado capitalista. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

 
CONTABILIDADE GERENCIAL
EMENTA:
Modelos de gestão contábil e de controladoria possíveis de serem adotados no contexto legal e econômico brasileiro. A moderna teoria da contabilidade geral, contabilidade de custos e sua gestão de forma integrada com os aspectos da legislação brasileira. A contribuição da produção no contexto dos processos produtivos e da cadeia de suprimentos e logística e seus reflexos na contabilidade e controladoria. Sistema de gestão econômica, avaliação de resultados econômicos e de desempenho operacional da organização.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

AMERICAN ACCOUNTING ASSOCIATION. A statement of basic accounting theory, New York, American Accounting Association - AAA, 2005.
CUSHING, B.E. Accounting Information Systems and Business Organizations. 4. ed. Menlo Park, California, USA: Addison-Wesley Publishing Company, 2001.
TACHIZAWA, T.; FARIA, M.S. Criação de novos negócios: gestão de micro e pequenas empresas. Rio Janeiro: FGV, 2004.
VENKATARAMAN, S. The Distinctive Domain of Entrepreneurship Research: an editor´s perspective. In J.Katz e R. Brockhaus (eds.), Advances in Entrepreneurship, firm emergence and growth, v.3, p.119-138. 1997.
VESPER, K.H. Opportunity identification; a taxonomy of deliberate approaches and trial of one. Journal of Small Business and Entrepreneurship, University of Regina, Regina - Saskatchewan, Canada, v. 7, n. 1, p. 3 - 16, 1989.
WELSCH, H.P. Emerging structures in entrepreneurship education: curricular designs and strategies. Entrepreneurship: theory & practice, Malden - MA, USA,v. 14, n. 3, 1990.

 

GESTÃO E MARKETING

EMENTA:
Examinar o desenvolvimento teórico e conceitual de Marketing, através da avaliação e análise das teorias propostas pelas principais escolas do pensamento de Marketing acumulado pelo corpo doutrinário durante o século XX. Principais tendências atuais, com a abordagem das seguintes escolas: escolas da dimensão econômica (commodity, funcional e regional), da dimensão gerencial (funcionalista, institucional e gerencial), da dimensão comportamental (comportamento do consumidor e de trocas sociais), do macromarketing, do Marketing de relacionamento e principais tendências atuais.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BAKER, M.J.(org.) Administração de Marketing, RJ: Elsevier Editora Ltda, 2005.
HOOLEY, G.J.; SAUNDERS, J.A.; PIERCY, N.F. Estratégia de Marketing e Posicionamento Competitivo, SP: Prentice Hall, 2001.
HAWKINS, S. et al. Comportamento do consumidor, RJ: Campus, 2007.
KOTLER, P. Administração de Marketing, SP: Prentice Hall, 2000.
MALHOTA, N. Pesquisa de Marketing: métodos, teoria e prática, POA: Bookman, 2005.
ZEITHAML, V.A. e BITNER, M.J. Marketing de Serviços: a empresa com foco no cliente, POA: Bookman, 2003.

 
GESTÃO DE PESSOAS E RELAÇÕES DE TRABALHO
EMENTA:
Desafios organizacionais contemporâneos e a gestão de pessoas; gestão de pessoas no Brasil: evolução, tendências, o discurso versus a prática em organizações; a área de gestão de pessoas como parceira estratégica; temas contemporâneos em gestão de pessoas: gestão por competências, confiança, gestão da qualidade de vida no trabalho, gestão da diversidade, liderança.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

FLEURY, Afonso Carlos Corrêa ; FLEURY, Maria Tereza Leme. Estratégias empresariais e formação de competências: um quebra-cabeça caleidoscópico da indústria brasileira. São Paulo: Atlas, 2000.
__________. Recursos Humanos: o capital humano das organizações. São Paulo: Atlas, 8ª edição, 2006.
__________. Gestão de Pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 2ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. 
DAVEL, E.; VERGARA, S. C. Gestão com pessoas, subjetividade e objetividade nas organizações. São Paulo: Atlas, 2001.
DUTRA, Joel S. Gestão de Pessoas: modelos, processos, tendências, perspectivas. São Paulo: Atlas 2002.
SNELL, Scott. Administração de recursos humanos. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

 
CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E SOCIEDADE
EMENTA:
Novas tecnologias e mudança social – da primeira revolução industrial à era da Big Science. Agentes sociais e novas dinâmicas da tecnologia. Sistemas de inovação e competitividade. O sistema nacional de inovação. Estudos de políticas em setores e tecnologias estratégicas.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

LASTRES, H. M; CASSIOLATO, J. E.; ARROIO, A (coord.). Conhecimento, Sistemas de Inovação e Desenvolvimento. Coleção Economia e Sociedade, Editora UFRJ. Rio de Janeiro, 2005.
CASTELLS, M.A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999
DUPAS, G. Economia global e exclusão social - pobreza, emprego, estado e o futuro do capitalismo. São Paulo, Paz e Terra, 2000.
HOBSBAWN, E.J. A Era das Revoluções. São Paulo: Paz e Terra, 1982
SZMRECSÁNYI, T. Esboços de História Econômica da Ciência e da Tecnologia. In Soares, L. C. Da Revolução Científica à Big (Business) Science. Hucitec/Eduff, 2001

 

 





  Quero parabenizar a equipe do IDEIA pela organização, preocupação com seus alunos e empenho para o reconhecimento automático dos Mestrados e Doutorados. Um abraço a todos e continuem lutando.  

Carlos Eduardo Ferreira Costa
Mestrado em Ciências da Educação - FEST - Faculdade Santa Terezinha e FACIMP - Faculdade de Imperatriz - Imperatriz - Maranhão




Siga-nos




INSTITUTO IDEIA: REFERÊNCA EM MESTRADOS E DOUTORADOS NO MERCOSUL
Sede Internacional: Rua Senador Furtado, 18 • Maracanã • Rio de Janeiro • RJ • Brasil • CEP 20.270-020
Tel/Fax: +55 (21) 2567-9274 • 2565-8031 • 2567-7441 • 2568-3526 • 2018-4102 • 2018-4103
De segunda à sexta, das 9h às 18h • E-mail: contato@ideiaeduc.com.br • Cels: Oi: +55 (21) 98596-4934 • CLARO: (21) 96855-6339 • TIM: (21) 98234-4019 • VIVO: (21) 99870-6189
Sede Assunção: Calle 25 de Mayo, 542 • 1º piso • Em frente a Plaza Uruguaya (2ª f. e 3ª f. das 9h às 17h e 4ª feira das 9h às 12h) • Tel: 440-346


© 2016-2020 Instituto IDEIA. Todos os direitos reservados. FW2