Instituto IDEIA - Mestrados e Doutorados no Mercosul

MESTRADOS • DOUTORADOS • PÓS-DOUTORADOS NO MERCOSUL

       Aulas presenciais em janeiro e julho       


CENTRAL DO ALUNO  -   CPF:       Senha:             Esqueci a senha    |    1º acesso
  

Doutorado na Área de Educação - Ementas

OBS.: Serão oferecidas tantas disciplinas quantas sejam necessárias para o cumprimento da carga horária presencial obrigatória, não contemplando, necessariamente, todo o elenco abaixo.

DOUTORADO NA ÁREA DE EDUCAÇÃO

ASPECTOS ÉTICOS, SOCIAIS E POLÍTICOS DA EDUCAÇÃO

CONTEÚDO MÍNIMO:

Estudo epistemológico da educação; Ética e educação; conceitos e dimensões sócio-políticos na estrutura de ambientes escolares; princípios e práticas pedagógicas no processo de organização de Instituições e espaços sócio-educativos.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

ABBAGNANO, N. e VISALBERGUI, A. História da pedagogia. Volume I. Lisboa: Livros Horizontes, 1981.
ALBERONI, F. Valores: o bem, o mal, a natureza, a cultura, a vida. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.
GENTILI, P. A pedagogia da exclusão. Petrópolis: Vozes, 1997.
HOBSBAWM, E. O novo século. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
SILVA, T. T. da (org.). Trabalho, educação e prática social. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991

 

EPISTEMOLOGIA DAS CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO

EMENTA:
Estudo analítico de diferentes teorias do conhecimento. As relações sujeito, objeto e conhecimento nas perspectivas racionalista, empirista e dialética. Rupturas e obstáculos epistemológicos. Pensamento epistemológico contemporáneo.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

AMENGAUD, F. A pragmática. S. Paulo: Parábola, 2006
BERTI, E. As razões de Aristóteles. S. Paulo: Loyola, 1998.
COSSUTA, F. Elementos para a leitura de textos filosóficos. S. Paulo: Martins Fontes, 1994.
KERFERD, G. B. O movimento sofista. S. Paulo: Loyola, 2003.
MAZZOTTI, T.; OLIVEIRA, R. J. Ciência(s) da educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
MOREIRA, L. P. Educação e Pedagogia: a definição de um campo científico. Rio de Janeiro: Educação e Cultura Contemporânea, v.3, n.6, p. 89-108, 2006.
PERELMAN, C.; OLBRECHTS-TYTECA, L. Tratado da argumentação. A Nova Retórica. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

 

CONSTRUÇÃO DE NOVOS SABERES E A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

EMENTA:
A (re)construção do conhecimento e a educação a distância: contribuições das tecnologias de informação para a prática pedagógica; novos conhecimentos: da produção à socialização; aspectos de interferência na autonomia da aprendizagem;
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BARRETO, R. G. (Org.). Tecnologias educacionais e educação a distância: avaliando políticas e práticas. Rio de Janeiro: Quartet, 2001.
COSCARELLI, C. V. Novas tecnologias, novos textos, novas formas de pensar. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.
FIORENTINI, L. M. R.; MORAES, R. A. Linguagens e interatividade na educação a distância. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.
OLIVEIRA, E. G. Educação a distância na transição paradigmática. Campinas: Papirus, 2003.
NICOLACI-DA-COSTA, A. M. Cabeças digitais: o cotidiano na era da informação. São Paulo: Loyola, 2006.
REGO, T. C. Vygotski: uma perspectiva histórico-cultural da educação. Petrópolis: Vozes, 2002.
TEDESCO, J. C. Educação e novas tecnologias. São Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO, 2004.
VILLARDI, R.; OLIVEIRA, E. G. Tecnologia na educação: uma perspectiva sócio-interacionista. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2004

 

TÓPICOS DE PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO

EMENTA:

Introdução às principais correntes teóricas: a psicanálise analítica, o cognitivismo e o interacionismo. Contribuições da  Psicologia à Pedagogia. A construção psicossocial da infância e da adolescência. Intervenções psicopedagógicas para o desenvolvimento e a adaptação do  adolescente na sociedade.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BENJAMIN, Walter. Reflexões: a criança, o brinquedo, a educação. São Paulo: Summus, 1994.
CUNHA, M. V. Psicologia e educação. Rio de Janeiro. DP&A, 2000.
DOMAN, Glenn. Como ensinar seu filho a ler.Rio de Janeiro: Record, 2001.
FLAVELL, John. A psicologia do desenvolvimento de Jean Piaget. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
FREUD, Sigmund. Obras completas. Rio de Janeiro: Imago, 1998.
JUNG, Carl Gustav. Tipos psicológicos. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.
PIAGET, Jean. Seis estudos de psicologia. São Paulo: Forense, 1996.
PINEL, H. Fundamentos da Psicopedagogia. Rio de Janeiro: IBEAD, 2000.
RATNER, C. A psicologia sócio-histórica de Vygotsky. Porto Alegre: Artmed, 1995.
VIGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1991.
VIGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

 

DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

EMENTA:
Histórico e perspectivas da educação ambiental; o capitalismo produtivo e o meio-ambiente; desenvolvimento sustentável e educação ambiental; educação ambiental na educação formal e informal; educação ambiental e interdisciplinaridade.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)
BARCELOS V.; ZAKRZEVSKIS B.(org). Sociedade e meio ambiente: a educação ambiental em debate. São Paulo: Cortez, 2002.
DIAS, G. Educação ambiental, princípios e práticas. Brasília:UNB, 2003
FARIA, D. S. Educação ambiental e científico-tecnológico. Brasília: UNB, 2005
GARCIA, L. Prática de Ensino de Ciências. Brasília: UNB, 2001 
REIGOTA, M. O que é educação ambiental. São Paulo: Brasiliense, 2001
 ____________ INEP (MEC). Desenvolvimento e Educação Ambiental. Brasília: INEP, 2002

 

EDUCAÇÃO E CURRÍCULO

EMENTA:
Teorias curriculares: histórico, fundamentos e condicionantes;  Sociologia e teoria crítica do currículo; o currículo e as diversidades regionais; o currículo moderno, suas proposições e superações; conexões entre cotidiano social, cultura popular e currículo; cultura popular e pedagogia crítica; a influência da globalização e das novas tecnologias na estruturas curriculares.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

SAVIANI, Nereide.Saber escolar, currículo e didática: problemas da unidade conteúdo/método no processo pedagógico. Campinas: Autores Associados, 2003.
PACHECO, José Augusto. Currículo: teoria e práxis. Porto: LTDA, 2006.
MOREIRA, Antonio Flavio. Currículos e programas no Brasil. Campinas: Papirus, 2000.
OLIVEIRA, Mª Rita Sales. A reconstrução da didática: elementos teóricos-metodológicos. Campinas: Papirus, 2002.
PEDRA, José Alberto. Currículo, conhecimento e suas representações. Campinas: Papirus, 2007.
SANTOMÉ, Jurjo Torres. Globalização e interdisciplinaridade. Porto Alegre: Artmed, 1998.

 
AVALIAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS
EMENTA:
Concepções, finalidades e práticas de educação e avaliação no contexto político e social. mecanismo intra-escolares: recuperação, reprovação, repetência e evasão. Propostas alternativas de avaliação do processo ensino-aprendizagem. Técnicas e instrumentos para avaliação em diferentes níveis educacionais.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

DEMO, Pedro. Avaliação Qualitativa. São Paulo: Cortez. 2000.
ESTEBAN, Mª Teresa. Avaliação: uma prática em busca de novos sentidos. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
HOFFMAN, Jussara Maria L. Avaliação: mito e desafio: uma perspectiva construtivista. Porto Alegre: Mediação, 2001.
HOFFMAN, Jussara. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediação, 2001.
LUCKESI, Cipriano. Avaliação de aprendizagem escolar: estudos e proposições. São Paulo: Cortez, 1999.
PERRENOUD, Philippe. Avaliação da excelência a regulação das aprendizagens entre duas lógicas. Porto Alegre: Artes Médicas, Sul, 1999.
VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Avaliação: concepção dialética-libertadora do processo de avaliação escolar. São Paulo: Liberdade, 1998.

 
ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO EM EDUCAÇÃO
EMENTA:
Teorias e práticas gerenciais em instituições educacionais. A gestão educacional e o projeto político da escola. Processo democrático de administração. Formas de participação e legitimação presentes nas ações coletivas. Teorias da administração aplicadas à educação. Processo sócio-histórico de atribuições de competências dos sistemas e órgãos educacionais.
 
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

GADOTTI, M. Projeto Político-pedagógico da escola cidadã. In: MEC / SEED. Salto para o futuro: construindo a escola cidadã. Brasília, 1998.
HELOANI, R. Organização do trabalho e administração: uma visão multidisciplinar. São Paulo: Cortez, 1994.
NÓVOA, A. (org.). As organizações escolares em análise. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

 

INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS E EDUCAÇÃO

EMENTA:

As TICs; As novas tecnologias aplicadas ao processo educacional; implicações pedagógicas e sociais das inovações tecnológicas; novos enfoques teórico-práticos decorrentes das inovações tecnológicas; As inovações e a educação à distância; a função docente e as novas tecnologias;

 
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

KENSKI, ani Moreira. Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas: Papirus, 2003.
OLIVEIRA, Celina Couto et al (2001). Ambientes Informatizados de Aprendizagem: produção e avaliação de software educativo. Campinas: Papirus, 2001.
RAMOS, Edla Faust; ROSATELI, Marta Costa; WAZLAWICK, Raul Sidney. (Org.). Informática na escola: um olhar multidisciplinar. 1a. ed. Fortaleza, 2003, v.1, p.108-135.
Valente, J.A. A Espiral da aprendizagem e as tecnologias da informação e comunicação: repensando conceitos.   Em Maria Cristina Joly (Ed.) Tecnologia no Ensino: implicações para a aprendizagem. São Paulo: (2002). Casa do Psicólogo Editora, p. 15-37.
Valente, J.A. (Org.) Computadores na Sociedade do Conhecimento. Campinas: Nied – Unicamp. 1999.
Valente, J.A., Almeida, M.E.B. & Prado, M.E.B.B (Ed.). Educação a distância via internet: Formação de educadores. São Paulo: Editora Avercamp. 2003.

 
FUNDAMENTOS ANTROPOLÓGICOS E SOCIAIS DA EDUCAÇÃO
EMENTA:
Reflexões sobre o papel das intervenções educativas na sociedade atual. A dinâmica social da escola. A função reprodutora e transformadora da educação. As concepções clássicas e contemporâneas de sociologia e as propostas pedagógicas delas decorrentes. Elementos para uma análise da educação e da sociedade a partir do desenvolvimento de categorias sociológicas básicas, entre elas: sociedade, trabalho, cultura, organização social, controle social, status, estratificação e papel social. Sociologia da educação contemporânea (a questão da pobreza, a violência urbana, a evolução científico-tecnológica, a expansão mundial da informação, direito à escolarização).
 
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

DEWEY, J. Democracia e educação. Rio de Janeiro, Nacional, 1979
DURKHEIM, Émile – Educação e Sociologia. São Paulo, Melhoramentos, FENAME: 1984
FREIRE, Paulo – Educação como Prática de Liberdade. Rio de Janeiro, Paz e Terra: 1982
GRAMSCI, A. - Os intelectuais e a organização da cultura. São Paulo, Civil: 1968
KRUPPA, Sônia Portella – Sociologia da Educação. São Paulo, Cortez: 1998;
LAKATOS, Eva Maria – Sociologia Geral. São Paulo, Atlas: 1985;
LAPLANTINE, François – Aprender Antropologia. São Paulo, Coleção Primeiros Passos, Brasiliense: 1997
MARITAIN, J. - Rumos da educação. São Paulo, Agir, 1978
SAVIANI, Demerval – Escola e Democracia. 35ª ed., São Paulo, Cortez: Autores Associados, 1997.
TORRES, Carlos Alberto – Educação e Democracia. São Paulo, Cortez, Autores Associados, 2003

 
EDUCAÇÃO COMPARADA
EMENTA:
As bases teóricas e históricas da Educação Comparada. Educação na modernidade e na pós-modernidade. O método comparativo e suas implicações para novos referenciais educacionais. O estudo comparativo de sistemas educacionais na América Latina.
 
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BERTALANFFY, L.V. Teoria General de los Sistemas. Fundamentos, desarrollo, aplicaciones. Madrid: Fondo de Cultura Económica. 1993.
GARDNER, J. La teoria de las inteligências múltiples. Buenos Aires. Fondo de Cultura Económica. 1983.
LÁZARO LORENTE, L.M. Problemas y desafios para La educación em el siglo XXI em Europa y América Latina. Valencia: Universidade de Valencia. 2001.

 
EDUCAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL
EMENTA:
Responsabilidade social das instituições de ensino; Exclusão Social: barreiras e bloqueios estruturais da sociedade capitalista; movimentos sociais: conceitos, tipos, elementos constitutivos, teorias, a práxis dos principais movimentos populares e a sua forma de organização; movimentos sociais cidadania e educação; aspectos educativos dos movimentos sociais.
 
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BARBOSA, Walmir. Estado e Poder Político: da afirmação da hegemonia burguesa  à defesa da revolução. Goiania: Ed.da Ucg, 2004.
ARENDT. Hanah. Da Revolução. Brasília: Ed. Unb, 1982.
VAZQUEZ. Adolfo Sanches. Ética. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.
BÓBIO, Norberto. Igualdade e Liberdade. Rio de Janeiro: Ed’ouro. 2000.
MARCIO POCCHMAN, Ricardo Amorim. Atlas da Exclusão Social no Brasil, 1ª,2ª,3ª,4ªed.São Paulo: Cortez, 2004.
LIBÂNEO, José Carlos. Educação Escolar: Políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2003.
CHAUI, Marilena. O que é Ideologia. São Paulo: Brasiliense, 2001.
HELLER, Agnes e FERENC, Feher. Condição política pós-moderna. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2 002.

 

EDUCAÇÃO CONTINUADA E FORMAÇÃO DOCENTE

EMENTA:
Paradigmas emergentes na formação docente; Currículo e formação docente no contexto contemporâneo; formação docente e  transdisciplinaridade; Saberes da docência: o saber ser e o saber fazer; a  formação docente e suas dimensionalidades pessoal, profissional e institucional; a EAD como mecanismo de atualização docente.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

ANDRÉ, M. et. al. Estado da arte da formação de professores no Brasil. Educação & Sociedade, ano XX, n. 68, p. 301-309, 1999.
BARBOSA, R. L. L. (org.). Formação de educadores: desafios e perspectivas. São Paulo: UNESP, 2003.
BORGES, C. M. F. O professor da educação básica e seus saberes profissionais. Araraquara, JM Editora, 2004.
BUENO, O. B., CATANI, D. B., SOUSA, C. P. de (orgs.). A vida e o ofício dos professores: formação contínua, autobiografia e pesquisa em colaboração. SãoPaulo: Escrituras, 1998.
DINIZ-PEREIRA, J. E. Formação de pr ofessores: Pesquisas, representações e poder. Belo
Horizonte: Autêntica, 2000. DINIZ-PEREIRA, J. E.; ZEICHNER, K. (orgs.). A pesquisa na formação e no trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.
MARCELO, C. Introducción a la formación del profesorado: Teoría y métodos. Sevilla: Editorial Universidad de Sevilla, 1989.
PERRENOUD, P. Práticas pedagógicas, profissão docente e formação: perspectivas sociológicas. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1993.
TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.
TARDIF, M.; LESSARD, C. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis: Vozes, 2005.

 
HISTÓRIA E FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
EMENTA:
Educação e Filosofia: concepção de homem. Os valores. Epistemologia. Concepção de Educação: Educação e Pedagogia. Fundamentos históricos da educação em geral. Educação como produto e como processo. Educação Formal e Educação Informal. Educação autoritária e crítica. Tendências ideológicas.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da Educação. São Paulo: Moderna, 1996.
CHAUI, Marilena. Introdução à Filosofia. São Paulo: Ática, 1997.
HOWARD, A. Ozmon; CRAVER, Samuel M. Fundamentos Filosóficos da Educação. Porto Alegre: Artmed, 2004.
LOPES, E. T. & GALVÃO, M. História da Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.
MANACORDA, M. A. História da Educação: da antiguidade aos nossos dias. São Paulo: Cortez, 1995.
SPEDO, H. M. L. História da Educação no Brasil e Leituras. São Paulo: Tonsom, 2003.

 
PLANEJAMENTO EDUCACIONAL
EMENTA:
Origem e evolução do planejamento. Aspectos históricos e sócio-econômicos do planejamento educacional e seus pressupostos. A questão da participação nas decisões. Planejamento como processo. Projeto político pedagógico. Plano de ação.  Plano de atividade e projetos.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

GANDIN, Adriana Beatriz. Metodologia de projeto na sala de aula: relato de uma experiência. São Paulo: Loyola, 2003.
GUIMARÃES, E. et al. O coordenador pedagógico e a educação continuada. São Paulo: Loyola, 2001.
OLIVEIRA, Antonio Carlos. Projeto pedagógico e práticas interdisciplinares: uma abordagem para os temas transversais, São Paulo: Avercamp, 2005.
PADILHA, Paulo Roberto. Planejamento dialógico. São Paulo: Cortez, 2001.
VEIGA, Ilma (org). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas: Papirus, 1997.
VASCONCELOS, Celso dos Santos. Coordenação do trabalho pedagógico do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. São Paulo: Libertad, 2002.
_______________. Planejamento: projeto educacional e projeto pedagógico. São Paulo: libertad, 2001.

 

CENÁRIOS DA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA

EMENTA:

O eixo da disciplina é o cenário científico- epistemológico e a emergência de um novo paradigma, alicerçado na ciência pós- moderna; o contexto da globalização/ mundialização e da sociedade em rede/ o mundo complexo; a eco-formação, consciência planetária e a formação para uma nova cidadania. E, ainda, a educação para a multiculturalidade, capaz de dar respostas às exigências do mundo do trabalho e o cenário do paradigma da tecnologia da informação e do paradigma transdisciplinar. As Teorias Sistêmicas , perspectivas epistemológicas para a Educação Contemporânea.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA (outras fontes podem ser recomendadas)

BRANDÃO, Zaia. (Org) A crise paradigmática e a educação. SP: Cortez,19944.
BEHRENS, Marilda Aparecida. O paradigma emergente e a prática pedagógica. Critiba: Champagnat, 1999.
BENKO Georges Mundialização da economia, metropolização do mundo Revista do Departamento de Geografia, 15 (2002) 45-54.
BERTICELLI, Ireno Antonio. Epistemologia e educação- da complexidade, auto-organização e caos.SP:Argos,2006.
CAPRA, Fritjof. A teia da vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. São Paulo : Cultrix, 1997.
__________ As conexões ocultas. Ciência para uma vida sustentável. São Paulo. Cultrix, 2002
CHRISPINO, Álvaro. Cenários futuros para educação. Rio de Janeiro : FGv,2001.
D´AMBRÓSIO, U. Transdisciplinaridade. São Paulo: Palas Athena, 1997
KUHN, Thomas. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1996.

 





  Até julho ! Vocês foram uma boa IDEIA na minha vida.  

Professora Maria Fátima de Moura Miranda
Até julho ! Vocês foram uma boa IDEIA na minha vida. Colégio Pedro II - RJ




Siga-nos




INSTITUTO IDEIA: REFERÊNCA EM MESTRADOS E DOUTORADOS NO MERCOSUL
Sede Internacional: Rua Senador Furtado, 18 • Maracanã • Rio de Janeiro • RJ • Brasil • CEP 20.270-020
Tel/Fax: +55 (21) 2567-9274 • 2565-8031 • 2567-7441 • 2568-3526 • 2018-4102 • 2018-4103
De segunda à sexta, das 9h às 18h • E-mail: contato@ideiaeduc.com.br • Cels: Oi: +55 (21) 98596-4934 • CLARO: (21) 96855-6339 • TIM: (21) 98234-4019 • VIVO: (21) 99870-6189
Sede Assunção: Calle 25 de Mayo, 542 • 1º piso • Em frente a Plaza Uruguaya (2ª f. e 3ª f. das 9h às 17h e 4ª feira das 9h às 12h) • Tel: 440-346


© 2016-2020 Instituto IDEIA. Todos os direitos reservados. FW2